Dos feitos inéditos no Europeu de Pista ao caminho até lá percorrido

A Selecção Nacional de Pista terminou o Campeonato da Europa, em Berlim, com duas medalhas no palmarés. Ivo e Rui Oliveira (Axeon Hagens Berman) conquistaram os primeiros triunfos de Portugal no escalão elite, num grupo também constituído por César Martingil (Liberty Seguros-Carglass) e João Matias (LA Alumínios-Metalusa-BlackJack).

CC José Maria Nicolau define equipa para 2018

O Clube de Ciclismo José Maria Nicolau deu a conhecer os 12 ciclistas sub-23, que compõem o grupo na temporada de 2018. A equipa continua a designar-se Jorbi-Team José Maria Nicolau, mantendo a aliança com a marca portuguesa de bicicletas pelo oitavo ano consecutivo.

Revelado percurso do Tour de France 2018

A 105ª edição do Tour de France foi hoje apresentada no Palácio dos Congressos, em Paris, perante uma plateia de cerca de 4000 convidados. Repleta de novidades, a prova será disputada de 7 a 29 de Julho de 2018.

Galeria fotográfica da temporada lusa 2017

Neste exacto momento em que vos escrevo, os heróis do pelotão luso desfrutam do merecido descanso das competições. Férias!... Para uns a viajar, para outros a trabalhar, mas todos a pedalar de quando em vez, já que a bicicleta é uma companheira para a vida.

A marcar o final da temporada lusa de estrada, o Cycling & Thoughts traz uma pequena selecção de imagens das corridas por onde andei a acompanhar o pelotão em 2017: GP Mortágua, Troféu Joaquim Agostinho, apresentação e prólogo Volta a Portugal, Circuito do Bombarral, Circuito de Alcobaça, Circuito de Nafarros, Circuito Póvoa da Galega, Circuito da Malveira e Circuito da Moita.

Amaro Antunes Ciclista do Ano 2017

Amaro Antunes (W52-FC Porto) coroou a mais forte temporada da sua carreira sagrando-se vencedor do Ranking APCP Ciclista do Ano 2017, com um total de 1297 pontos. O espanhol Vicente de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé) e o italiano Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira) completaram o pódio, com 1262 e 1093 pontos respectivamente. O basco Xuban Errazkin (RP-Boavista) terminou o ano como melhor sub-23 da tabela nacional, no 24º lugar com 122 pontos.

2017, o ano das equipas lusas

Terminou a temporada de 2017 e com ela a competição para as equipas portuguesas. Entre as continentais, a vencedora da Volta a Portugal, W52-FC Porto, destacou-se em grande medida como máxima vencedora entre o lote das seis esquadras ao angariar 19 vitórias em território nacional e 3 em Espanha. Nas equipas de clube, a Liberty Seguros-Carglass imperou sobre as demais seis esquadras, com um total de 11 triunfos.

Daniela Reis no WorldTour: “Consigo estar aqui”

Daniela Reis fez história no ciclismo português ao ser a primeira ciclista lusa a integrar uma equipa feminina WorldTour. Aos 24 anos subiu ao escalão máximo UCI, vestindo as cores do grupo belga Lares-Waowdeals e correspondendo de forma exemplar à aposta feita pelo director desportivo Marc Bracke em 2017, uma aposta que espera renovar na próxima temporada.

Davide Rebellin vencedor na Indonésia

Aos 46 anos de idade, o italiano Davide Rebellin (Kuwait-Cartucho.es) venceu a 6ª edição do International Tour de Banyuwangi Ijen, na Indonésia. O iraniano e vencedor da montanha Amir Kolahdozhagh (Phishgaman Cycling Team) ficou em segundo, a 46s, e o colombiano Victor Niño (Team Sapura Cycling) fechou o pódio da geral, a 1m43s.

Amaro Antunes de partida para a CCC Sprandi Polkowice: “De pequenos passos fazem-se grandes triunfos”

Amaro Antunes está de partida para a Polónia. Depois de uma temporada de sucesso na W52-FC Porto, o ano de 2018 marca a subida ao escalão Profissional Continental do líder absoluto do Ranking APCP Ciclista do Ano 2017. O ciclista de 26 anos falou ao jornal O Jogo sobre a sua contratação por duas temporadas pela equipa CCC Sprandi Polkowice, uma entrevista em versão alargada em exclusivo no Cycling & Thoughts.

A poesia do ciclismo pela lente de João Fonseca

O ciclismo é uma modalidade desportiva que alberga uma beleza infinita. Da singularidade das paisagens naturais, passando pela perfeição das bicicletas, até às emoções no rosto dos ciclistas, cada detalhe é minuciosamente apreciado pelos poetas da fotografia. Em Portugal, o poeta das imagens dá pelo nome de João Fonseca.

Calendários UCI WorldTour e Women’s WorldTour 2018

A União Ciclista Internacional (UCI) deu a conhecer os Calendários UCI WorldTour masculino e feminino para a temporada de 2018. Do lado dos homens mantêm-se as mesmas 37 competições, enquanto do lado das mulheres sobem para 23 as provas a pedalar, com a introdução de Driedaagse De Panne, Emakumeen XXX Bira e Tour of Guangxi.

Rescaldo Luso no Mundial de Bergen

A Selecção Nacional partiu com 14 ciclistas para o Campeonato do Mundo de Estrada em Bergen, Noruega. Entre elites, sub-23 e juniores, foi Nelson Oliveira (Movistar Team) quem mais se aproximou das medalhas com o brilhante quarto lugar alcançado no contra-relógio individual. Rui Costa (UAE Team Emirates) esteve no grupo que disputou a vitória na prova de fundo, num final ao sprint impossível de fazer frente ao tricampeão eslovaco Peter Sagan (BORA-hansgrohe).

Vencedores Powerade MTB Non Stop Madrid-Lisboa

O Parque das Nações recebeu a final da 5ª edição da Powerade MTB Non Stop Madrid-Lisboa, uma prova de esforço extremo de 770 km a ligar as capitais espanhola e portuguesa. Durante três dias, 622 atletas de 208 equipas conseguiram realizar o percurso no máximo das 55 horas estabelecidas como tempo máximo permitido, destacando-se a Berria Factory Team como primeira equipa a cruzar a meta e em solitário o catalão Jordi Pereira e a única mulher a terminar a prova nesta categoria Mayte Infante.

UCI aprova redução do pelotão para 2018

A União Ciclista Internacional (UCI) aprovou para 2018 uma redução do tamanho das equipas nas provas masculinas de estrada. Com o argumento de aumentar a segurança dos ciclistas, a UCI decidiu reduzir o pelotão para um máximo de 176 corredores em todos os eventos do Calendário Internacional de Estrada.

3º Encontro de Escolas de BTT animou capital Lisboeta

Este domingo realizou-se o 3º Encontro de Escolas de BTT Mata de Alvalade, em Lisboa, organizado pela Coelhinhos – Escola Clube de Ciclismo de Lisboa em parceria com a Junta de Freguesia de Alvalade e o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e da Associação de Ciclismo de Lisboa. No Parque José Gomes Ferreira, os mais jovens puderam desfrutar de uma manhã bem passada na companhia da bicicleta.

No coração do pelotão da Volta a Portugal: W52-FC Porto

Cycling & Thoughts, juntamente para a APCP (Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais), esteve presente nos tradicionais Circuitos lusos de final de temporada, aproveitando o momento para sentir o coração dos heróis das equipas nacionais que estiveram presentes na 79ª Volta a Portugal Santander Totta.

Neste segundo artigo, de uma série de seis, falámos com os oito elementos da equipa vencedora W52-FC Porto sobre as quatro questões:

1- O que foi o melhor da Volta?
2- E o pior da Volta?
3- Com que sentimento sais desta Volta?
4- Tens algum episódio caricato ou momento marcante na Volta?

Descubram em seguida as respostas do vencedor Raúl Alarcón, Rui Vinhas, Ricardo Mestre, António Carvalho, Gustavo Veloso, Joaquim Silva, Samuel Caldeira e Amaro Antunes.

Gaspar Gonçalves e Tiago Antunes, jovens talentos na mira internacional

O ciclismo português tem atraído cada vez mais os olhares internacionais e os jovens lusos têm estado na mira do interesse das equipas estrangeiras. Dois dos valores que se têm evidenciado nas mais recentes temporadas são Gaspar Gonçalves (Liberty Seguros-Carglass), de 22 anos, e Tiago Antunes (Sicasal-Constantinos-Delta Cafés), de 20 anos de idade.

No coração do pelotão da Volta a Portugal: Sporting-Tavira

O Cycling & Thoughts, juntamente para a APCP (Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais), esteve presente nos tradicionais Circuitos lusos de final de temporada, aproveitando o momento para sentir o coração dos heróis das equipas nacionais que estiveram presentes na 79ª Volta a Portugal Santander Totta.

Neste quinto artigo, de uma série de seis, falámos com sete dos elementos da equipa Sporting-Tavira sobre as quatro questões:

1- O que foi o melhor da Volta?
2- E o pior da Volta?
3- Com que sentimento sais desta Volta?
4- Tens algum episódio caricato ou momento marcante na Volta?

Descubram em seguida as respostas de Alejandro Marque,Jesús Ezquerra, Luís Fernandes, Frederico Figueiredo, Válter Pereira, Fábio Silvestre e Mário González.

Mário González conquista Memorial Bruno Neves

Mário González fechou com chave de ouro a segunda temporada ao serviço da equipa Sporting-Tavira, vencendo isolado na meta o Memorial Bruno Neves. Completaram o pódio deste dia Joaquim Silva (W52-FC Porto) e Domingos Gonçalves (RP-Boavista).

Depois de ontem ter ficado em 2º lugar a 10 segundos da vitória de Domingos Gonçalves (RP-Boavista) no Troféu Oliveira de Azeméis, este domingo Mario González não deixou escapar a primeira vitória do ano. Ao final dos 143 km, o ciclista espanhol de 25 anos agarrou a vitória da 9ª edição do Memorial em homenagem ao saudoso ciclista Bruno Neves, após conseguir fugir ao pelotão na última volta.

El Pistolero despede-se com vitória no Angliru

Alberto Contador (Trek-Segafredo) conseguiu a tão desejada vitória na despedida do pelotão profissional. No Alto de L’Angliru, El Pistolero apertou o gatilho para a conquista do cume que já foi seu em 2008. Passados 9 anos, a emoção foi maior, tal como maior foi o incendiar do público à sua passagem.

Depois de se ver arredado da luta pelo ‘maillot rojo’, Alberto Contador fez da sua última corrida uma longa jornada diária de ataques e contra-ataques, tudo com o objectivo de vencer uma etapa. A quinta Vuelta a España da sua carreira ficará para a história do ciclismo como uma das mais emocionantes de todos os tempos.

Domingos Gonçalves conquista Troféu Oliveira de Azeméis

O campeão nacional de contra-relógio Domingos Gonçalves (RP-Boavista) venceu isolado a 7ª edição do Troféu Concelhio Oliveira de Azeméis. Completaram o pódio Mário González (Sporting-Tavira) e César Fonte (LA Alumínios-Metalusa-BlackJack).

No coração do pelotão da Volta a Portugal: RP-Boavista

O Cycling & Thoughts, juntamente para a APCP (Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais), esteve presente nos tradicionais Circuitos lusos de final de temporada, aproveitando o momento para sentir o coração dos heróis das equipas nacionais que estiveram presentes na 79ª Volta a Portugal Santander Totta.

Neste quarto artigo, de uma série de seis, falámos com sete dos elementos da equipa RP-Boavista sobre as quatro questões:

1- O que foi o melhor da Volta?
2- E o pior da Volta?
3- Com que sentimento sais desta Volta?
4- Tens algum episódio caricato ou momento marcante na Volta?

Descubram em seguida as respostas de Rui Sousa, João Benta, David Rodrigues, Domingos Gonçalves, Filipe Cardoso, Pablo Guerrero e Luís Gomes.

Amaro Antunes mantém soberania no Ranking APCP

As competições do final do mês de Agosto não produziram qualquer alteração no pódio do Ranking APCP Ciclista do Ano. Amaro Antunes (W52-FC Porto) manteve a soberania no 1º lugar, com os mesmos 1295 pontos totalizados até ao final da Volta a Portugal. Vicente de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé) manteve-se no 2º lugar a 33 pontos e Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira) em 3º à distância de 202 pontos.

No coração do pelotão da Volta a Portugal: Efapel

Cycling & Thoughts, juntamente para a APCP (Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais), esteve presente nos tradicionais Circuitos lusos de final de temporada, aproveitando o momento para sentir o coração dos heróis das equipas nacionais que estiveram presentes na 79ª Volta a Portugal Santander Totta.

Neste terceiro artigo, de uma série de seis, falámos com os oito elementos da equipa Efapel sobre as quatro questões:

1- O que foi o melhor da Volta?
2- E o pior da Volta?
3- Com que sentimento sais desta Volta?
4- Tens algum episódio caricato ou momento marcante na Volta?

Descubram em seguida as respostas de Sérgio Paulinho, Daniel Mestre, Rafael Silva, Henrique Casimiro, Bruno Silva, António Barbio, Álvaro Trueba e Jesús del Pino.

André Ramalho: “No próximo ano tenho capacidade de deixar o meu nome marcado entre os melhores”

André Ramalho, de 21 anos, integrou pelo terceiro ano consecutivo a casa de formação Clube de Ciclismo José Maria Nicolau. Na equipa sediada no Cartaxo, destacou-se como um dos jovens mais consistentes do pelotão sub-23 na temporada de 2017.

Numa entrevista em exclusivo ao Cycling & Thoughts, André Ramalho viaja no tempo recordando as primeiras pedaladas no ciclismo, o crescimento na equipa Jorbi-Team José Maria Nicolau, os resultados obtidos esta temporada em Portugal e Espanha, a melhoria na performance, os estudos universitários e o futuro no ciclismo.

João Barbosa conquista Prémio Anadia, César Martingil vence última etapa

João Barbosa, de 19 anos, deu à equipa Maia a primeira vitória da temporada ao conquistar o Prémio Anadia Capital do Espumante, sucedendo a Fábio Mansilhas (Miranda-Mortágua) no palmarés da jovem competição que realizou a sua 2ª edição. Completaram o pódio da geral a 7 segundos Fábio Oliveira (Moreira Congelados-Feira-Bicicletas Andrade) e a 16 segundos Marvin Scheulen (Sicasal-Constantinos-Delta Cafés). A vitória da derradeira etapa sorriu a César Martingil (Liberty Seguros-Carglass).

David Ribeiro triunfa no Monte Crasto

David Ribeiro (Liberty Seguros-Carglass) alcançou a primeira vitória da temporada na chegada a Monte Crasto, no final da etapa inaugural do Prémio Anadia Capital do Espumante. O companheiro de equipa André Crispim e o mexicano Francisco Lara Carbajar (Team Guerciotti-Redondela) completaram o pódio.

No coração do pelotão da Volta a Portugal: LA Alumínios-Metalusa-BlackJack

Cycling & Thoughts, juntamente para a APCP (Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais), esteve presente nos tradicionais Circuitos lusos de final de temporada, aproveitando o momento para sentir o coração dos heróis das equipas nacionais que estiveram presentes na 79ª Volta a Portugal Santander Totta.

Neste segundo artigo, de uma série de seis, falámos com sete dos elementos da equipa LA Alumínios-Metalusa-BlackJack sobre as quatro questões:

1- O que foi o melhor da Volta?
2- E o pior da Volta?
3- Com que sentimento sais desta Volta?
4- Tens algum episódio caricato ou momento marcante na Volta?

Descubram em seguida as respostas de Edgar Pinto, César Fonte, Luís Afonso, João Matias, Guillaume de Almeida, Antonio Angulo e Hugo Sancho.

Clube de Ciclismo Amaro Antunes cria escolinhas de formação

O Clube de Ciclismo Amaro Antunes tem a alegria de informar todos os seus seguidores sobre a criação das Escolinhas de Formação Amaro Antunes em Vila Nova de Cacela, no concelho de Vila Real de Santo António. O final de Setembro e início de Outubro de 2017 marca assim um grande passo na recente história do Clube presidido pelo ciclista que abrilhantou a prova rainha do ciclismo nacional com o 2º lugar na geral da Volta a Portugal.

No coração do pelotão da Volta a Portugal: Louletano-Hospital de Loulé

O Cycling & Thoughts, juntamente para a APCP (Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais), esteve presente nos tradicionais Circuitos lusos de final de temporada, aproveitando o momento para sentir o coração dos heróis das equipas nacionais que estiveram presentes na 79ª Volta a Portugal Santander Totta.

Neste primeiro artigo, de uma série de seis, falámos com sete dos elementos da equipa Louletano-Hospital de Loulé sobre as quatro questões:

1- O que foi o melhor da Volta?
2- E o pior da Volta?
3- Com que sentimento sais desta Volta?
4- Tens algum episódio caricato ou momento marcante na Volta?

Descubram em seguida as respostas de Vicente de Mateos, David de la Fuente, Nuno Almeida, Hélder Ferreira, Pedro Paulinho, Rui Rodrigues e André Evangelista.

Não deixem morrer os Circuitos

O mote foi dado num comentário a uma publicação na minha página de facebook por João Carlos Bernardino: “Não deixem morrer os Circuitos”. Esta frase ficou na minha cabeça ao longo destas duas semanas em que estive presente em seis Circuitos, corridas tradicionais que marcam as últimas pedaladas da temporada lusa.

Este é o quarto ano consecutivo que assisto aos circuitos portugueses. Ali, o ciclismo é saboreado na sua verdadeira essência, longe do glamour da Volta a Portugal e de outras corridas de maior imponência, que o calendário oferece. Ali, o contacto com os ciclistas prolonga-se pelas diversas voltas aos curtos percursos que serpenteiam as localidades, que fecham as suas estradas para receber o colorido do pelotão.

Ivo Oliveira conquista pela segunda vez o Circuito da Moita: “Estou mesmo feliz com esta vitória”

Ivo Oliveira (Axeon Hagens Berman) repetiu a vitória de 2015 e voltou a reinar no Circuito da Moita, na Marinha Grande, diante do vencedor de dois recentes circuitos João Matias (LA Alumínios-Metalusa-BlackJack) e do vencedor da edição transacta César Martingil (Liberty Seguros-Carglass).

Esta foi a segunda vitória do internacional luso Ivo Oliveira em poucos dias, após ter conquistado no passado dia 26 de Agosto o Circuito da Póvoa da Galega. Hoje na Moita, a vitória teve um sabor especial, como contou ao Cycling & Thoughts: “É um circuito que gosto muito. A correr sozinho é um pouco complicado, por causa dos ataques e de não sabermos quando havemos de ir ou não, mas a duas ou três voltas o pelotão partiu-se e foi a minha sorte. Quase fui apanhado em flagrante, porque comecei a festejar e ainda faltava uma volta. Felizmente consegui aguentar mais uma volta e estou mesmo feliz com esta vitória.”

João Matias bisa nos Circuitos: “Vamos continuar a lutar em todas as corridas”

Depois de triunfar no Bombarral, João Matias (LA Alumínios-Metalusa-BlackJack) voltou a erguer os braços para a vitória no Circuito da Malveira. No final ao sprint superou Luís Mendonça (Louletano-Hospital de Loulé) e Rafael Silva (Efapel), dois bravos do pelotão ainda em recuperação das lesões sofridas por agressão em treino e por queda na Volta a Portugal, respectivamente.

Ivo Oliveira triunfa na estreia do Circuito Póvoa da Galega: “Sabe bem levantar os braços no meu país”

A estreia do Circuito da Póvoa da Galega ficou marcada por uma vitória fulgurante do jovem internacional luso Ivo Oliveira (Axeon Hagens Bermans). Os companheiros de fuga Luís Afonso (LA Alumínios-Metalusa-BlackJack) e Luís Gomes (RP-Boavista) completaram o pódio.